Inspetor D.Lucas

Outras publicações de Inspetor D.Lucas

Sou motociclista, sempre fui e não lembro o dia que não tenha andado de moto ou que não tenha pensado nela. Motocicleta é mais que um meio de transporte, é um prazer.

A motocicleta, o trânsito e você

06 de Abril de 2013

|

ENCONTRODEMOTOS.com

É visível o aumento da frota de veículos em nossas cidades, ocorrendo, com isso, a mobilidade urbana, mas a sociedade não está mais suportando este aumento expressivo de veículos nas ruas. Nessa busca de locomoção, as pessoas procuram novas formas de deslocamentos e é aí que a motocicleta esta inserida.

A frota brasileira de motocicletas mais que dobrou nos últimos anos. Pelo país, atualmente circulam aproximadamente cinco milhões de motos. O baixo valor das prestações na compra de veículos de duas rodas e o fato de serem uma alternativa ao trânsito pesado das grandes cidades são as principais justificativas para o crescimento acelerado desse mercado. Com isso, os acidentes estão ocorrendo com mais intensidade. Vinte e três motociclistas morrem no trânsito brasileiro por dia e isso ocorre porque o cidadão se acidentou exercendo o direito de ir e vir.

Durante muitos anos, sempre me perguntam se não é muito perigoso andar de moto no trânsito atual. E, isso, tenho certeza de que quem anda de moto, algum dia na vida, vai se deparar com alguém que pergunta isso. O que podemos responder? Afinal, dá para andar de moto com segurança?

Não tento convencer um sujeito de que as Motos são seguras, eles já chegam apontando os defeitos. Percebo que o preconceito já é conceito, e mudar os conceitos de alguém é algo extremamente complicado. 

Pilotar uma moto depende de responsabilidade. Você é responsável por si. Pilotar uma moto depende muito mais do piloto e, não, da moto. O piloto é responsável pela sua integridade. Quando dirigimos um carro, você pode errar que dificilmente vai se machucar, mas com moto dificilmente sairá sem um arranhão.

A grande diferença então sempre será a responsabilidade. Na moto, você é o responsável por si, no carro, não. Quando alguém pergunta como fazer para não se acidentar com uma moto, a resposta sempre será que, para não se envolver em acidentes, devemos sempre andar equipados. Isso quer dizer que, no mínimo, devemos ter um bom capacete, uma boa jaqueta e uma boa luva. Se você estiver bem equipado, poderá amenizar os danos do acidente e estes equipamentos poderão ser incorporados no dia a dia, fazendo parte da vida do motociclista.

Procure pilotar sempre de uma maneira que domine a moto. Sabemos que qualquer moto pode alcançar alta velocidade, mas ela não fará isso sozinha, somente se você acelerar. A moto é uma máquina, lembre-se disso, e uma máquina opera comandada por uma pessoa, mesmo as motos de grandes cilindradas são bem comportadas em baixos regimes de rotação. Cilindrada não é desculpa pra correr.

Para ter uma pilotagem segura, faça sempre as revisões de sua moto, conforme o manual do proprietário. Calibre os pneus, lubrifique correntes de transmissões e verifique funcionamentos das lâmpadas da moto. Estes são procedimentos básicos que podem evitar um acidente. O mais importante é sempre estar atento, os olhos devem estar focando todos os lados e prestando atenção aos outros motoristas, motociclistas e pedestres. 

Acidentes poderão ser evitados se passarmos a reconhecer nossos erros e tentarmos não errar mais. Podemos evitar os acidentes apenas esquivando de situações perigosas e quem anda de moto sabe que é só colocar a moto na rua para que passemos a nos defender de ataques de motoristas que não respeitam os motociclistas. Eles não entendem que a moto ocupa o mesmo espaço destinado ao carro, e que, por ser mais maleável, pode sim se deslocar com mais rapidez.

Uma alimentação saudável antes e durante as paradas nas viagens sempre é aconselhável. Muita gente fica até mesmo sem se alimentar adequadamente, porém, além de trazer problemas para saúde, isso deixa o raciocínio mais lento, assim como os reflexos. Não pilote em jejum! Não pilote com fome! O sono também é perigoso. Se você acorda 10 minutos antes de pegar a moto para ir trabalhar ou viajar, pense em mudar essa rotina. Acorde, coma, e, então, saia. 

Todos sabemos que no Brasil é proibido beber e dirigir e as regras e penalidades são conhecidas, portanto, mesmo em encontros de motociclistas, nunca beba e pilote. Entenda que não é proibido beber, é proibido beber e dirigir ou pilotar, pois, além de ser passível de notificação, pode se envolver em acidentes. E quem não conhece alguém que não se acidentou por insistir em beber e pilotar?

Lembre-se, motocicleta é um veículo e precisa ser respeitado como tal, mas principalmente tem de ter o respeito de quem a conduz.

Um trânsito seguro se faz com a participação de todos.