Inspetor D.Lucas

Outras publicações de Inspetor D.Lucas

Sou motociclista, sempre fui e não lembro o dia que não tenha andado de moto ou que não tenha pensado nela. Motocicleta é mais que um meio de transporte, é um prazer.

Para uma pilotagem segura em viagens

11 de Maio de 2013

|

ENCONTRODEMOTOS.com

Nunca se viajou tanto de moto no Brasil. Uma das maiores motivações para “pegar estrada” é o aumento de encontro de motocicletas, eventos de confraternização e diversão para apaixonados por duas rodas, não importando a cilindrada que cada um possui. O prazer de se aventurar de moto, com ou sem rumo, atrai cada vez mais adeptos. Quem compra uma moto não vê o dia e hora de poder acelerá-la em uma rodovia, sentindo-se como parte da paisagem e curtindo o vento envolvendo o corpo. Porém, o prazer também exige cuidado.

Pensando nisso vamos fazer uma coletânea de dicas, essenciais, na hora de pegar a estrada. Hoje começamos com a importância da segurança pessoal do motociclista. Um assunto que não é tratado com tanta importância quanto deveria. Nunca de deve economizar com a vida. Pilotar uma moto de forma segura e com a técnica correta exige do motociclista, sempre muita atenção a tudo que se passa em volta. Além de preparo físico aceitável e cuidado com a manutenção da moto.

Com o tempo a experiência passa a valer muito, pois o piloto vai aprendendo detalhes de pilotagem que os mais novos não têm. Isto pode valer e contar a favor, nos momentos de tomada de decisão.

O equipamento de segurança tem muita importância para o motociclista, sabemos dos preços que são cobrados pelos equipamentos, mas nem sempre os mais caros são os melhores, assim como os mais baratos não são os piores. É melhor saber o que melhor se enquadra para cada um, e para seu bolso.
 
Sempre lembrando que, um bom capacete pode decidir um acidente. E o selo do INMETRO já é uma segurança. Capacete tipo “coquinho” não oferece proteção nenhuma e não são autorizados pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro), portanto capacete é um assunto sério e precisa ser tratado como tal. As botas, luvas, jaquetas, macacões e roupas especiais devem também ser escolhidos com critério, pois são equipamento essenciais para a proteção pessoal.

Um desses cuidados, senão o mais importante é ter um aprendizado satisfatório das leis de trânsito. E ter tido uma escala crescente no uso de motos, ganhando aos poucos experiência necessária para uma pilotagem segura. Comprar uma moto para curtir a adrenalina provocada pelas altas velocidades é um suicídio, e muito tem contribuído para aumentar as estatísticas de acidentes graves no país.

Segurança exige concentração, parece irônico, mas muitos acidentes acontecem próximo ao ponto de partida ou chegada, devido a distração na pilotagem. Em parte isso se explica pela excitação no momento da partida ou um relaxamento próximo ao destino. Uma das melhores maneiras de concentrar-se é estar ciente de que “a viagem realmente já começou”. Mesmo que as ruas e avenidas ainda lhe sejam familiares, procure imaginá-las como se fossem de uma localidade distante, observando toda a movimentação a sua volta constantemente. Dê atenção especial a cruzamentos e semáforos (ou sinais).

Problemas pessoais ou assuntos pendentes de resolução devem ser esquecidos durante a pilotagem. Procure desligar-se desses pensamentos, concentrando-se no caminho que terá pela frente.

Nos primeiros quilômetros procure sentir as reações da moto em frenagens, curvas, acelerações, verificando se tudo funciona corretamente.Confira se a bagagem está bem posicionada e se o(a) garupa está bem acomodado e seguro. Se alguma anormalidade for notada, corrija antes de iniciar realmente a viagem. Não se arrisque a ter problemas na estrada.

Na semana que vem vamos falar sobre pilotagem em grupo. Atenção e boa viagem.