Wesley Testa

Outras publicações de Wesley Testa

Wesley Testa já rodou o mundo em shows de motocicletas e atuou como dublê. Hoje ele transmite tudo que aprendeu em cursos de pilotagem no Kartódromo do Cave, no Guará DF

Wheeling com Wesley Testa

21 de Abril de 2012

|

ENCONTRODEMOTOS.com

Amigos motociclistas, hoje iremos falar do wheeling. Dentro do motociclismo, ele é uma modalidade essencialmente urbana. É uma excitante combinação de borracha, asfalto, barulho de motor e cheiro de gasolina. No wheeling você pode andar sobre uma roda, realizar manobras em círculos ou por até cinco pessoas em cima uma roda.

Um brasileiro contribui e muito no desenvolvimento deste esporte no mundo, Ac Farias. Posso arriscar em dizer que 80% das manobras praticadas hoje foram criação dele. Apesar do sucesso em vários lugares do mundo, no Brasil o wheeling não é regulamentado, mesmo com uma Confederação Brasileira e equipes consagradas.

Mas até ganhar uma confederação, o wheeling começou como arruaça na rua. Por isso ele deve ser praticado em local seguro e não deve agredir os ouvidos das pessoas. O movimento nacional “Zoeira to Fora’, muito difundido nos Encontros de Motos conta com o meu apoio. Somente deve fazer manobras radicais com segurança, visto que os Encontros são ambientes familiares. Mesmo que talvez haja um conservadorismos por parte dos Moto Clubes não difundir esta modalidade esportiva. 

Dentro do wheeling, eu me especializei em manobras em alta velocidade. Empinar a moto, sentar no guidon ou distracionar (drifiting) tudo a 200 Km/h. E pode ter certeza, o público quer emoção e adrenalina. Uma manobra muito comum é o famoso zerinho, quando você freia a roda dianteira, acelera o giro do motor e solta a embreagem. Dessa forma começa a queimar pneu e sua moto gira lentamente em torno do eixo do pneu dianteiro.



E uma coisa é certa, o wheeling nunca acaba. Porque todos querem dominar a moto.